segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Um País, Dois Partidos, Três Sistemas

Nos Açores, o Governo Regional suspendeu a aplicação do modelo de avaliação do desempenho docente.

"A Secretária Regional da Educação e Formação mostrou-se sensível aos argumentos do SPRA publicados no Correio dos Açores e no Diário Insular de 08 de Janeiro no sentido de se proceder a uma avaliação simplificada este ano, que passará pela elaboração de apenas um relatório, a realizar pelos docentes" Copiado daqui

O Governo ficou completamente encurralado (e perdido) quando se realizou um Conselho de Ministros Extraordinário para aprovar o Simplex 2. Ficou encurralado e perdido porque nunca percebeu (ou percebeu!) que o verdadeiro problema há muito que NÃO ESTÁ no modelo de avaliação mas na Ministra e na equipa que lidera.

Recupero o que escrevi neste post de 10 de Março de 2008: Após 08/Março/08, o problema que temos na educação é só um: A ministra MLR não tem condições políticas, nem funcionais, nem de confiança pessoal para continuar a dirigir a Educação. Ninguém lhe dará crédito e todos estarão à espera que se vá embora. São estes os dados políticos: não adianta a Sócrates dizer que a segura, nem a ela dizer que quer trabalhar, nem se é uma excelente técnica ou não, nem se fez muito ou pouco, nem nada. A esmagadora maioria dos professores e a generalidade da população não acreditam que ela seja capaz, não a vêem como interlocutora válida para resolver os problemas políticos, só políticos, que ela própria e os dois asnos políticos que a rodeiam criaram

Parafraseando o Paulo Guinote, vivemos num curioso estado não federado, constituído por três territórios distintos, cada qual com o seu governo e com leis próprias que se aplicam apenas onde interessa. E, embora a Constituição da República diga que Portugal é um estado unitário, parece que o Partido Socialista não sabe disso.

O Partido Socialista está perdido, confuso, sem saber o que fazer. Só isso explica a decisão do Terceiro Sistema - o do "amigo e camarada" açoriano Carlos César - em suspender o modelo de avaliação dos professores. Este ano vão ter de entregar um apenas um relatório, tal como defende a Plataforma Sindical e que o Governo de cá e os seus mais dilectos sequazes logo trataram de escarnecer.

O Bom dado a todos os professores pelo Segundo Sistema - o do Alberto João - ainda há-de parecer um justo modelo de avaliação.

Reitor

1 comentário:

  1. E vem o Se valter dizer que a avaliação está decorrer com normalidade???

    ResponderEliminar