domingo, 7 de dezembro de 2008

Começou hoje, oficialmente, a caça ao voto


O primeiro-ministro, José Sócrates, defendeu hoje em Braga «o reforço do investimento público» em 2009, salientando «que este é o momento em que o país precisa do Estado»

É aproveitar agora. Não ouvi ninguém a pedir mais "Estado", mas o Primeiro Ministro, com o seu ouvido sensível, ouviu os avisos que os camaradas socialistas lhe foram transmitindo nos últimos dias: Precisámos de "mais Estado"; é preciso "mais esquerda", disse-lhe Alegre.

O Estado vai abrir os bolsos e vai gastar à tripa-forra o que poupou ao longo de quase 4 anos no adiamento das reformas, no congelamento das carreiras, nos aumentos salariais abaixo da inflação...
O bodo começou com a oferta de computadores aos "pobres", autênticas migalhas se compararmos com o que aí vem. Estradas, pontes, "projectos", "eixos", "planos" e toda a conversa que só os socialistas sabem inventar para gastar o que o fisco furta aos portugueses que trabalham, essa quase minoria de idiotas que vivem sem o rendimento mínimo.

Vem aí o chuchalismo.
Reitor

2 comentários:

  1. Onde pára o controle do défice?!
    3 anos de trabalho "p'ro boneco"... Tanto investimento no desinvestimento e agora ninguém os parabeniza.
    É muito bem feita!
    Por mim podem fazer a campanha que quiserem, porque não me apanharão!!!

    ResponderEliminar
  2. http://quemtemmedodaavaliacao.blogspot.com/

    ResponderEliminar