terça-feira, 1 de setembro de 2015

Três Parágrafos Bastam Para Arrasar o Comunismo e o Sonho Dos Amanhãs Que Cantam

"O meu ponto é simples. Não é bom haver muros. Mas há uma grande diferença entre erguer muros para impedir a entrada e erguer muros para proibir a saída"

"Mas, se a Europa e o Ocidente capitalistas fossem tão pérfidos e opressores, por que motivo é que os refugiados procurariam a Europa e o Ocidente? Por que razão não buscam a Rússia do sr. Putin, ou a Venezuela, ou a Argentina, ou, já agora, Cuba e o Irão? Ou talvez a China, onde o poder do dinheiro privado tem sido sabiamente controlado pelo “altruísmo” central do estado e do partido comunista? Ou, salvo as devidas proporções, a Grécia do Syriza (ou do que resta dele)?

 A antiga Alemanha de Leste — então chamada República Democrática Alemã — também construiu um muro, o chamado Muro de Berlim. Mas o objectivo não era impedir que as pessoas entrassem na Alemanha de Leste. Na verdade, ninguém queria entrar. O objectivo era impedir que as pessoas pudessem sair.

Também Cuba, a “grande vítima do imperialismo americano”, teve um sério problema de migrações. Só que, tal como na Alemanha de Leste, os migrantes não queriam entrar. Eles simplesmente queriam fugir de uma ditadura comunista que condenara as pessoas à pobreza e à opressão. E fugiram: de barco, de jangada, ou a nado. Tal como fugiram os boat-people do Vietname comunista." João Carlos Espada. PÚBLICO, 31-08-2015

4 comentários:

  1. No Bravio, por ser o primeiro dia de setembro, evoco a memória daqueles que, hoje, não têm a tremenda chatice de regressar ao trabalho: "Método Relvas".

    http://diogodaveigabravio.blogspot.pt/2015/09/metodo-relvas.htm

    ResponderEliminar
  2. Hoje, no Bravio: "BCE MIX RELOADED".

    http://diogodaveigabravio.blogspot.pt/2015/09/bce-mix-reloaded.html

    ResponderEliminar
  3. A citação referida é muito simplista. Um dos países que mais procurados e que mais refugiados recebe é a suécia - um país que desde os anos 30 tem tido políticas sociais-democratas. E um dos países de onde as pessoas mais fogem é de Portugal - um dos países que tem um capitalismo mais selvagem da europa. E a Rússia de Putin é um país capitalista, de socialista não tem nada.

    ResponderEliminar