segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Animal Farm


Naturalmente que alguns dos excessos mais absurdos estão nos pontos em que mais se nota a raiz animalista do PAN, sendo que a minha medida preferida é a 710, onde pretende “abolir a utilização de animais em espectáculos tauromáquicos”. Naturalmente fico à espera que André Silva explique como é que se realiza um espectáculo tauromáquico sem animais, deixando até lá à imaginação dos leitores as hipóteses mais benévolas. Mas o PAN também quer fechar os jardins zoológicos e os delfinários (medida 726), “proibir o uso de animais como meio de tracção de charretes de carácter lúdico ou turístico” (medida 731), “garantir a obrigatoriedade da existência de sombra e a protecção contra as intempéries nos pastos extensivos” (medida 770), “impedir a proibição de alimentar e abeberar colónias de gatos na via pública” (medida 699) ou “abolir o uso de coleiras com choque eléctrico ou picos” (medida 680), isto só para dar alguns exemplos que mostram como o fanatismo impede de compreender o mundo rural, de perceber o papel que os jardins zoológicos podem ter na conservação das espécies e na educação ambiental ou de como é importante a higiene urbana.

Sem comentários:

Publicar um comentário