quarta-feira, 4 de maio de 2016

Já Havia Tantos Em Portugal. Dass.





Um Estado, Dois Sistemas


Cidadãos começam a poder escolher hospital do SNS a partir do fim do mês

Em julho os portugueses vão começar a poder escolher o agrupamento de escolas onde querem os filhos.
Sério! Esperem para ver.

Outra Vez...


O grupo parlamentar do PSD requereu esta terça-feira um debate de actualidade no Parlamento para que o ministro da Educação "dê explicações aos portugueses" acerca dos contratos de associação entre o Estado e as escolas privadas

Obviamente, o Tiago é chamado muitas vezes porque simplesmente não dá bem os recados.


terça-feira, 3 de maio de 2016

A Debilidade Do Argumentário das Esquerdas Torna-se Luminosa Perante a Singeleza Da Realidade

Existem duas escolas públicas no concelho de Santa Maria da Feira. A primeira, em Paços de Brandão, é uma escola pública dita tradicional, propriedade do Estado, e está praticamente sem alunos. A segunda, o Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas, é uma escola pública com contrato de associação, de propriedade privada, que tem 74 turmas financiadas pelo Estado. Ambas são identicamente gratuitas e ambas cumprem as mesmas regras de não-selecção de alunos no momento da matrícula – da perspectiva dos direitos e deveres do aluno e da sua família, a frequência de uma ou de outra é absolutamente indiferente. Mas, como notará, para os pais alguma diferença existe em termos de percepção de qualidade, de confiança na instituição ou de identificação com o projecto educativo – é por isso que, podendo matricular os filhos numa ou noutra escola, a de Paços de Brandão está vazia e a de Santa Maria de Lamas está cheia.

É esta, precisamente, a pergunta a que todos devemos responder: porque é que os pais preferem matricular os filhos na escola de Santa Maria de Lamas e não na de Paços Brandão?
E a que toda a sociedade deveria responder, a começar pelos opinadores militantes, sem subterfúgios nem tergiversações.

Quanto ao resto, já se percebe bem que o rapaz que se veste e que fala como ministro vai cair com esta historia do combate aos empresários da educação, nascida às portas do fim do ano escolar  e perturbadora do sossego de muitas famílias. Vai ser remetido para Londres, se ainda o quiserem lá, o que duvido.


Vamos João, é a Tua Vez. O Outro Deveria Ter Aprendido a Ler, Escrever e Contar Para Poder Governar


Num texto publicado no Facebook, Manuel Brito, ex-vereador de Costa, não poupa Tiago Brandão Rodrigues: questiona a preparação do ministro e aponta erros ortográficos ao comunicado do Ministério.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Um Ministro Com Orelhas De Burro



“O ministro da Educação parece hesitante no caminho, talvez apertado pelos comentários da direita e condicionado pelo ex-ministro (de Cavaco, claro) que agora preside ao Conselho Nacional de Educação. Do atual Conselho Nacional de Educação sopram grãos de areia para a engrenagem da mudança».
Engoliu sem água o fim dos exames do 4.o ano decretado pela esquerda antes de ser ministro e completou o brilhante trabalho com o fim dos restantes exames no secundário. Falou vagamente em provas de aferição já este ano que rapidamente passaram a facultativas depois de uma intervenção salvadora do senhor Presidente da República. O jovem cientista feito ministro dissertou então sobre a matéria do alto da sua ignorância: “É importante não treinar para os exames e isso é altamente pernicioso e até nocivo".

Esta direita está ressabiada e não vê as vantagens de ter um ministro telecomandado. Nem se cansa o moço a pensar nem se desgasta a máquina da 5 de outubro. A papinha vem toda pronta da Fialho de Almeida. Não? Ok. tudo bem, vem todinha da Soeiro Pereria Gomes. Pronto.



Senhor Ministro! É Preciso Chamar Os Pais Às Escolas


Este é um velho e desastroso defeito da educação em Portugal, da sua escola e das políticas educativas. Os professores não são obrigados a ter em conta os pais e a sociedade. As comunidades locais ficam indiferentes às suas escolas. Os alunos procuram esgueirar-se entre pais e professores. Poucos pais assumem as suas responsabilidades. Se alguém pretende melhorar a escola, é por aqui que deve começar: pela comunidade e pelos pais.


domingo, 1 de maio de 2016

Comunistas Disfarçados De Anjinhos


Formalmente, o ministro da Educação dá pelo nome de Tiago Brandão Rodrigues, mas tornou-se claro desde que iniciou funções que apenas encobre o verdadeiro rosto do poder no sector, o de Mário Nogueira
Apesar de ridículas, as avaliações trimestrais têm pelo menos o mérito de tornar explícito que o actual ministro da Educação presta contas em primeiro lugar, não aos eleitores, nem aos alunos, nem às famílias, nem sequer aos professores, mas sim aos sindicatos do sector – e muito em especial, naturalmente, aos sindicatos comunistas.


Claro como água: a educação foi entregue ao partido Comunista, através de Mário Nogueira. 

Foi a forma encontrada para os Comunistas estarem no governo sem o nome deles constar das listas oficiais.
É esta a explicação para facto, que intrigou alguns comentadores políticos, de se ter nomeado para a pasta um rapaz sem conhecimento, sem experiência e há vários anos emigrado. Só um rapazote poderia vestir-se como ministro, falar como ministro e, em tudo o mais, dançar conforme a música de Mário Nogueira.
Lamentável.


Tiago Miranda é Jornaleiro Do Expressso e Faz Fretes a Tiago Rodrigues, Ministro Do Jerónimo


Assim sendo, 67% das escolas optaram por um dos modelos, ficando de fora 33%. Isso significa que um terço do total de escola não vão ter qualquer tipo de avaliação externa.

Hã! Havia três modelos à escolha! Portantos, 67=57 + 8 + 2
57% das escolas comunicaram a sua intenção de realizar, já este ano, as provas de aferição dos 2.º, 5.º e 8.º anos de escolaridade
Menos de 8% das escolas decidiram realizar essas provas de aferição em conjunto com as provas dos 4.º e 6.º anos (sic.)
Há ainda 2% das escolas que optaram por realizar apenas estas provas dos 4.º e 6.º anos

Estas estatísticas são maneirinhas. Aqui ao lado, ninguém fez provas.

sábado, 30 de abril de 2016

Compra Um Espelho, Jorge.



Cirandas de tv em tv, de jornal em jornal.
Andas de mãos dadas com sindicatos, ,com ministros, com diretores e outros "defensores" da Escola Pública e agora levaste um valente puxão de orelhas do Conselho Executivo que te disse que os pais e as famílias querem escolher a escola. 
Que te sirva de lição. É para aprenderes a defenderes os pais e não a tua projeção mediática.
Batata.

Aplaudem Porque Os Agrupamentos Das Cidades e Das Regiões Mais Ricas Vão Receber Mais Apoios



A partir do próximo ano lectivo, a atribuição de horas extra às escolas para reforçarem as aprendizagens dos alunos vai ser decidida quase só em função do número de estudantes, mas apenas 25% das que estão integradas em agrupamentos com mil ou mais alunos pertencem ao contexto socioeconómico mais desfavorecido.



terça-feira, 26 de abril de 2016

Mais três Jardineiros Que a Câmara Terá de Contratar e Nós de Pagar


Numa nota de humor, António Costa passou depois a fatura dos custos de manutenção "para o cuidado e responsabilidade" da Câmara Municipal de Lisboa.
"Nós temos um Programa de Estabilidade para cumprir. Portanto, é preciso que a Câmara de Lisboa assegure a abertura destes jardins ao domingo", disse também, quando já se ouviam sonoras gargalhadas de Fernando Medina, que ainda comentou: "Essa parte não estava prevista".

Fazer Parvos Dos Portugueses Respeitadores da Lei


Além das providências cautelares apresentadas isoladamente por alguns proprietários, a Câmara de Olhão e a Associação da Ilha do Farol de Santa Maria também entraram com ações na justiça contra as demolições, alegando estar em causa o ‘habitat’ de uma espécie protegida, o camaleão

Há décadas que vejo com estes olhos que a terra há de comer uns artistas a construir ilegalmente em toda a ilha Formosa. Os tribunais já disseram que as casas e os pardieiros tinham de ser demolidos.
Puxa boi, puxa vaca, recurso atrás de recurso e a maioria ainda lá estão. Sempre que há um Governo chuchalista, a contestação ganha corpo e a demolição demora mais um pouco, vá-se lá saber porquê.
O que nunca tinha vista era o novo argumento dos "proprietários" da ilha do Farol: as casas ilegais não devem ser demolidas para não destruir o habitat do camaleão.
Não fossem estes maneirinhos construir casas ilegais e o camaleão já não existiria há muito.


segunda-feira, 25 de abril de 2016

Tiago, Venha Daí a Área De Projeto


"Temos um sistema educativo muito formatado, que é excessivamente teórico e onde temos quase sempre de ouvir o professor, quando também deviam permitir que fôssemos nós a pesquisar e a apresentar as matérias, o que só acontece muito raramente", aponta Sara Fialho, 18 anos, que entrou este ano no curso de Bioquímica da Universidade Nova de Lisboa
“Os professores estão transformados em burocratas do cumprimento de metas curriculares que parecem listas de compras mensais no hipermercado e não investem na relação interpessoal com os alunos por falta de condições, mas também por excesso de autocomiseração, desfiando sistematicamente queixas sobre tudo e todos, a começar pelos alunos

Estes jovens têm razão: os professores ditam muito e os alunos limitam-se a escrever. Especialmente se as disciplinas têm exame. É preciso cumprir o programa...

Esta boa reportagem de Clara Viana no PÚBLICO de hoje mostra duas coisas: primeiro que a escola não está a funcionar e, segundo, que se têm de agarrar bem aos assentos porque o comboio das reformas vai arrancar...
"a nossa pedagogia consiste em sobrecarregar as crianças com respostas, sem que elas tenham colocado questões, e às perguntas que fazem não se presta atenção. respostas sem perguntas, perguntas sem respostas". karl r. popper