domingo, 23 de Novembro de 2014

O Sábio Povo Português Não Sabia Que o Salvador Era Vigarista


E não se pode mandar prender o povo, naturalmente.

A Justiça Deve Investigar Todos. Ninguém Está Acima da Lei


- Posso pagar-lhe o almoço Sr. doutor.
- Nem pense Sr. inginheiro. Fazemos à moda das beiras: cada um paga o seu.

Com detenção do inginheirosucatas, ficaram expostos mais dois tumores da cancerosa justiça portuguesa. Mesmo que essa justiça tenha, agora, feito o seu trabalho, fica um lastro de impunidade, de injustiça de favorecimento e amiguismo que levará muitos anos a recompor. Aposentar-se-ão muitos rosáriosteixeiras e carlosalexandres até que os portugueses se revejam na sua justiça.
Não será para o tempo dos meus netos, lamentavelmente.

Os Membros do "Meu" Governo



Comeram todos à mesma mesa, mas nunca aperceberam de que havia entre eles um vigarista. Pelo menos.
 
 
 

Amigos De Outrora





Os Herdeiros








quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Raposas Guardam o Galinheiro


Naquele tempo em que o mundo estava de pernas para o ar, Crato disse aos crentes que ia constituir uma comissão para decidir sobre os danos causados aos docentes colocados nos agrupamentos.
Assim fez. Ao cagagésimo dia criou uma comissão de especialistas para defender os interesses dos professores prejudicados pela máquina da DGAE. A primeira curiosidade salta à vista: nenhum dos elementos desta comissão exerce funções docentes.
A segunda curiosidade vem na linha do que tem sido este MEC(o): os membros "independentes" que vão defender os interesses dos professores prejudicados são, curiosamente, funcionários da entidade que os prejudicou. Não podiam aqueles estar melhor defendidos.
A terceira curiosidade advém do facto de os dois  defensores dos docentes, hélas, terem interesse direto na matéria  em que vão tomar decisões porque, ambos, são diretores de agrupamentos TEIP ou com autonomia, ou seja, ambos participaram nos procedimentos de contratação / colocação que vieram a lesar os professores que agora é necessário compensar.
Os professores estão bem defendidos por este naipe de paus



segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

PAE - PROGRAMA para ACABAR com as ESCOLAS

O PAE é uma intrujice pegada. De fio a pavio.

Não há descentralização de competências nenhuma. Há sim desconcentração de competências. Algumas das competências a transferir estão, neste momento, sedeadas em organismos do MEC, mais próximos das periferias (Câmaras) do que do centro (Lisboa).
Nem sequer há uma transferência de competências do MEC para as autarquias. O que verdadeiramente ocorre é uma delegação de competências, por via contratual, do Governo central nas autarquias, ficando aquele com poderes absoluto sobre as competências delegadas.
Intrujice.
 
 
 
 

Miguel Macedo Esteve Muito Bem


Um político à altura das circunstâncias e dos momentos políticos. Percebeu o filme todo e demitiu-se. O menistrocrato, na falta de espelhos em casa, podia olhar para o Miguel.
Falta-lhe o espelho e os ... tintins.



domingo, 16 de Novembro de 2014

PAE - PROGRAMA para ACABAR com as ESCOLAS

O governo, através do MEC e do PoioMaduro anda a vender o PAE - Programa Aproximar Educação ao povo. Povo que, na labuta diária pela sobrevivência, ainda não viu que esses bandidos vão entregar a Escola Pública aos ãutarcas que os desgovernam.
O PAE é a cartilha do governo que o poiomaduro entregou aos boys camarários para estes declamarem aos cidadãos incautos quando lhe venderem a Escola Municipal. Uma escola de merda que apenas servirá para engordar serviços e funções camarárias.
 
O que a Câmara de Matosinhos quer é isto:
Mais 514 funcionários para gerir sendo que o governo lhe continua a pagar o ordenado. Passam a funcionários da câmara, mas o governo continua a transferir mensalmente o valor dos ordenados para os cofres da autarquia.
Aumentar a teia de interesses e o poder sobre as pessoas é o que quer a câmara. Mais funcionários dão origem a mais um diretor, 5 chefes, gabinete maior para o correiopinto e outras alcavalas. 
Isto é que eles querem.