segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Podes Começar a Fazer a Mala

E marcar passagem para qualquer dia da última semana de Outubro.
O nosso senhor dos Passos e o Luís "Garoto" Meneses - coveiros da MFL e, o primeiro, colaborador do P.S. no distrito do Porto já mexem. Mexem mas não vão sair do sítio.
Reitor

domingo, 27 de setembro de 2009

Hum

O Socas parace que está a pedir ao Cavaco para não o indigitar..
Olha o Mário Lino. Inchadissímo.... Quase a rebentar

Vem aí o Portas. Um vencedor...
Reitor

Olha Olha, O Vencedor Quase Chorava


O Socas está a fazer o discurso da vitória ou da derrota!

Parece que está quase a chorar... Coitado

Reitor

Música Para Um Mundo Melhor


Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade

Reitor

sábado, 26 de setembro de 2009

Não há motivos para alarme, excepto se mantiverem o Valentim e a Margarida a dirigir a Escola e a Dren, respectivamente!

Segundo o presidente do Concelho Executivo, Valentim Sousa, na Escola Secundária de Paços de Ferreira foram gastos cerca de dois mil euros em material. "Em caso de suspeita de Gripe A, o professor manda o aluno para a casa de banho e alerta um funcionário que, de máscara colocada, vai ter com o doente e coloca-lhe uma outra máscara, encaminhando-o para uma sala própria.
Depois, eu próprio serei chamado e entrarei em contacto com a Linha de Saúde 24, que dará as instruções a seguir. Os pais serão também alertados", descreve Valentim Sousa. Segundo este responsável, a articulação com os pais é um dos pontos base para o sucesso deste plano. Ainda de acordo com este responsável, "não há motivos para alarme"

Vamos lá ver se percebi:
1 - Um aluno da escola de Paços de Ferreira com sintomas de gripe A é mandado para o w.c. (para o w.c. porque, com muita certeza, os sintomas da gripe dão vontade de defecar)
2 - O aluno é mandado para o w.c. mas, antes de lá chegar, vai ao bufete tomar um chá. Pelo caminho pede a um colega que encontra no corredor para lhe entregar a mochila aos pais e, mesmo mesmo antes de chegar à retrete, ainda vai buscar a o telemóvel ao cacifo.
3 - Pouco depois entra, finalmente, no w.c.
4 - Enquanto lança os vestígios da gripe A no mictório vê surgir pelo w.c. adentro um funcionário mascarado que, de sopetão e mesmo antes que acabe de sacudir o pénis, lhe coloca uma máscara nos olhos.
5 - O aluno, de pila na mão, contorce-se tentando libertar-se do mascarado e da máscara.
6 - Finalmente, mais calmo, o aluno é encaminhado para uma sala própria (tenho a certeza que é a sala de isolamento).
7 - Chama-se o director Balentim para que este chegue à sala própria.
8 - O Balentim fica à porta da sala própria, liga à saúde 24 do seu telemóvel inoxidável e, pelo vidro vai observando o aluno e dando indicações aos técnicos de saúde.
9 - Ao fim de 15 minutos e porque já não se percebe se o aluno está bem o mal, o Balentim pede a máscara ao funcionário que levou o aluno para a sala própria e, corajoso, de telemóvel no ouvido, entra na dita sala e observa.
10 - Gesticula, interroga-se e, ao fim de 40 minutos, sai da sala pedindo ao funcionário que fique a vigiar o aluno enquanto vai saber do número de telefone dos pais.
E prontos. Quase não há motivo para alarme.
Reitor

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Porco é a denominação vulgar dada às diferentes espécies de mamíferos bunodontes, artiodáctilos, não ruminantes a que pertence o porco doméstico

Resumindo: não estão em causa os Magalhães prometidos a todos os alunos no ano passado. O que pode estar em causa (não se esqueçam portugueses) é o Magalhães dos alunos que entrarem na escola este ano. Perceberam bem.

Este Walther parece um velho e dinossaúrico presidente de junta de freguesia a falar para os seus fregueses que o acompanham no passeio anual dos idosos, organizado pela Junta: este ano estamos aqui todos de saúde. Para o ano não sabemos. Nem sei se o futuro presidente da Junta vai continuar a fazer passeios...
Reitor

Voto Útil

Já foram muitas as páginas que se escreveram sobre o voto útil. Há uns que o defendem e outros que não. Nada a estranhar.
O que é estranho é haver pessoas que defendem a ideia de que o voto no BE ou em qualquer outro partido que não o P.S. é um voto útil.
Nada mais errado.
Nada mais conveniente ao ... P.S.
Ninguém terá dúvidas de que apenas o P.S. ou o P.S.D. poderão ganhar as eleições de 27 de Setembro..
No final do próximo dia 27 apenas teremos duas pessoas com possibilidade de serem indigitadas para o lugar de Primeiro-Ministro: José Sócrates ou Manuela Ferreira Leite: O resto será paisagem.
Ora, quando alguns "experts" vêm dizer que os votos em qualquer partido que não no P.S. são votos úteis, só podemos sorrir com tanta azelhice.
Ou então apontar os intrujões por nos quererem atirar areia para os olhos.
No actual quadro político-partidário, só há dois nomes possíveis para serem indigitados pelo Presidente da República para o lugar de PM. Sócrates ou Ferreira Leite.
E o Presidente da República indigitará aquele que os portugueses escolherem: Sócrates ou Manuela F. Leite.
Quem não quiser ser governado pelo Sócrates, deve votar P.S.D.
Mai nada.
Reitor

Um Governo de duas caras: o verdadeiro e o falso


«Governo de duas caras: o verdadeiro e arrogante que governou durante quatros e o falso, que em quatro semanas de campanha e à caça do voto, fala em português suave».

Esta é a melhor definição destes socialistas que nos governaram: gente de duas caras.
Ao longo de 4 anos desgovernaram, coagiram, silenciaram e perseguiram todos os que ousaram discordar.
Empobreceram o país para poderem dar esmolas ao povo.
Durante 4 anos foram arrogantes, espezinharam a classe profissional dos professores e dos juízes e utilizaram sempre a meia verdade para propagar a mentira.
Surgem agora com a capa de democratas, de homens das liberdades e do respeito pelo cidadão.
Intrujões.
Fora com eles.
Reitor

sábado, 19 de setembro de 2009

O Escândalo dos Escândalos - Porcos

Neste país sem-vergonha, governado por gente menor, o escândalo é prática normal e diária. Neste caso, os chuchalistas que tudo tinham feito para safar os camaradas pedófilos (não tenho provas!?) do tribunal - criando e alterando as leis necessárias para que nada lhes acontecesse - ainda não estavam satisfeitos. Era preciso perseguir o juíz que tirou o véu aos camaradas pedófilos (ah! as provas?). Vai daí colocam três mamões no Conselho que avalia os juízes e... Pumba. O corajoso juíz Rui Teixeira - um dos poucos portugueses que não teve medo de afrontar os chuchalisas - é colocado na prateleira.

Um escândalo típico da ditadura.

Reitor

Santinho De Pau Oco E Amigo dos Pobres

Bom serviço prestou o Fafe ao país. Saiba em quem votar

Ver aqui

Reitor

A Quem o Dizes!

«Cada um de vós, tenho a certeza, se é funcionário público, se é professor, se trabalha num hospital, se tem amigos com quem costuma falar ao telefone, em todas as situações já disse: cuidado, que ninguém nos oiça, eu não te posso contar isto porque se calhar o meu telefone pode estar em escuta»

Reitor

Português Corajoso

"Que o 'Público' não se deixe assustar por governantes"


Reitor

Declaração de Sexa. o Senhor Presidente da República

PORTUGAS

Têm sido vários os episódios que ao longo dos últimos anos têm envergonhado Portugal.
Que deixam sobre todos nós, os que vivem, os que já foram e aqueles que hão-de vir, a mancha da perfídia, da mentira e da desonra, cujo expoente máximo é o caso da violação e abuso sexual de crianças - "CASAPIA".
Permitam-me tugas que faça aqui um parentesis: o triste caso da pedofilia ao qual associaram tantos políticos socialistas da nossa praça - injustamente porque, como se viu, não foram apresentadas provas - é uma mancha que nos acompanhará, socialistas e não socialistas, por longos séculos.
Nem a notória diferença de tamanho da mama direita do dr. Pedroso se aguentou na barra da justiça portuguesa. Uma vergonha para nós e para as gerações vindouras.
Continuando o que estava a declarar... Nunca se viram, como agora, tantos ataques à liberdade de expressão. Tanta claustrofobia democrática. Tanta asfixia:
- fechou-se o jornal da TVI,
- silenciam-se as vozes livres da comunicação social,
- levantam-se obstáculos à livre iniciativa e à livre expressão,
- perseguem-se aqueles que ousam sair do rebanho em que se tornou o país,
- insultam-se aqueles que ousam apontar os que têm as mãos sujas,
- usam-se os meios públicos para perseguir cidadãos e condicionar empresas,
- Empobrecem-se os portugueses para os poder subsidiar a seguir,
São muitas as indignidades.
Ontem, mais uma vez, tentaram lançar lama na Presidência da República acusando-a de criar a notícia de que o Governo a estaria e espiar.
Não se deixem enganar por intrujões de pacotilha.
Levantem-se como se levantaram os vossos pais.
Combatam a iniquidade, a mentira e o ardil.
Combatam, por todos os meios, aqueles que vos roubam a liberdade.
C. Silva

(Nota: Ó Tolentino esta foto do ingº serve para "credibilizar" o comunicado. Vai-te a eles.)
Reitor

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Francisquinho Faz Favores A Sócrates

Francisco Louçã afirmou hoje que Ferreira Leite "devia olhar para trás e perguntar-se se quando queria 4 linhas" de TGV isso eram "quatro favores a Espanha", considerando que as declarações da líder social-democrata "baixam" o nível do debate político.

Francisco! Embora não repares, baixaste-te tanto que tens as cuecas à vista.
Já não é a "Liberdade" que estrutura a sociedade, como disseste. É mais a genuflexão que estrutura a sociedade portuguesa.

Reitor

É Tudo Uma Questão de Carácter

Pegando na crónica do VGM no PÚBLICO de sábado, a Cristina Ribas, co-editora do ProfAvaliação, coloca uma questão pertinente:

"Tal significa que os portugueses aceitam que a política possa ser exercida sem carácter?!..."

E embora se veja que adivinha a resposta, não chega a dá-la. "É isto normal"? deixa no ar...


É normal Cristina. É perfeitamente normal que os portugueses, no seu karma tuga, votem em políticos sem carácter. Mais grave ainda: votam em políticos sem carácter, mesmo quando sabem que o não têm.

Veja Felgueiras, veja o Valentão, veja o "Abelino", veja o outro. Sim, sim, aquele em quem está a pensar...

Adivinho o que me vai dizer... Vai dizer-me que estes "amigos" também estavam a contas com a justiça, ainda por cima.
À falta de carácter, junta-se o crime.
E os portugueses continuam a votar.
Com o carácter que Deus lhes deu...

Reitor

Os portugueses são um povo compreensivo. Que gosta de perdoar

MairdeNuBoske

Obrigado Sr. Engenheiro! Obrigado por roubar o pão da boca dos nossos filhos!!! Deus tenha piedade da sua alma!

Reitor

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Pra´Angola Tá Bem

"É indiferente se a censura o favorece ou prejudica. O importante é ter em mente que, quem actua assim, não pode estar à frente de um país livre. Para Angola, Chile ou Líbia está bem. Para Portugal não serve".


Reitor

Senhor Primeiro-Ministro ....

Senhor Primeiro Ministro,Engenheiro José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa
Excelência.
Tem Vossa Excelência apenas mais um ano de idade do que eu. Permita-me no entanto que lhe diga que não tem a minha idade, no sentido de que não somos da mesma geração e não é pela diferença de calendário.
Em 1974 aderi ao Partido Socialista, fui secretário da Juventude Socialista do Estoril e nesta qualidade passei as estopinhas para que ideias, políticas sociais, fossem implementadas pelo Partido Socialista. Quando Francisco Pinto Balsemão desistiu do "Jornal de Cascais" eu fundei um outro jornal, em Cascais, chamado "Boca do Inferno". Aldo Moro tinha sido assassinado. Lembro-me de ter escrito sobre isso, de atribuir a culpa ao PCI. O jornal era um manifesto anti-comunista. Custou-me dezasseis contos o primeiro número de só dois (fiquei teso e o Senhor meu Pai não era o Pai Natal mas quase).
Já lá vão 34 anos mas sou o mesmo. Contei com o nobre apoio de António Guterres (UM SENHOR!) - Vossa Excelência já ouviu falar ? - e José Luís Nunes (OUTRO SENHOR!) - Vossa Excelência já ouviu falar ? com quem privei (este último infelizmente partiu).De António Lopes-Cardoso e Manuel Poppe Lopes-Cardoso (a quem desejo uma rápida recuperação e vê-lo em breve). Theutónio-Pereira e outros, como dizia Pessoa, de quem me não quero esquecer porque não me lembro.
Nestas andanças, Senhor Primeiro-Ministro, nunca o vi.
Afinal, onde estava Vossa Excelência no 25 de Abril ?
Na FAUL (Federação da Área Urbana de Lisboa do PS, rua do Alecrim) nem em nenhum outro lado, vi Vossa Excelência.
Vossa Excelência era provavelmente, ainda, um bebé. Nem no comício da fonte luminosa em que estive a fazer segurança a Mário Soares, armado até aos dentes com G3, entregues pelo CIAC (de Cascais), armas geridas pelo Sr. Botelho, piloto da barra, primo do José Manuel Casqueiro da CAP (Confederação dos Agricultores Portugueses), gente boa. Dispostos a dar a vida contra a tomada de poder vinda de leste, via PCP.
Vossa Excelência, onde estava ?
Com certeza que não no berço que não tem.
Depois caíu do céu à frente da JS. Foi nessa altura que eu me afastei definitivamente. Anos mais tarde, vim a cruzar-me com Vossa Excelência em Gondomar em 1995/96, vi Vossa Excelência ser amigo e próximo do Major Valentim Loureiro (o restaurante 3M é do melhor que há), quando se discutia quem seriam as empresas que iriam tomar conta da "incineração", com menos preocupações com o ambiente, com mais preocupações pelo negócio, "bindo das Américas".
Permita-me Vossa Excelência duvidar das suas intenções.
A minha dúvida tem raiz no discurso de Vossa Excelência. Nunca fala a favor do povo português, antes debita argumentos mesquinhos, insultuosos, como se lhe tivéssemos passado um cheque em branco. Sempre um discurso de defesa, nunca a favor de ninguém.
O discurso de Vossa Excelência é o que nos faz desconfiar de Vossa Excelência.
Não são os casos esquisitos do Freeport, as cenas indesculpáveis na Beira e outros sítios, os seus tios que compram Maserattis e o seu primo, pessoa de bem e homem de verticalidade inquestionável, que até se pirou para fazer um curso de "karatê" no Nepal ou na China onde ainda anda.
Não é nada disto. Todos temos Vossa Excelência em boa conta, como um homem honesto.
Vossa Excelência falha, quando não abona a seu favor. Quando discursa a promover medidas grosseiras do governo, marketing político para inglês ver (não devia ter dito isto assim, soa a Serious Fraud Office), quando o discurso de Vossa Excelência é um discurso de defesa do seu lugar, da sua posição, do seu poder.
Vossa Excelência NUNCA DIRIGIU UMA PALAVRA AO POVO PORTUGUÊS! O seu discurso é reactivo, defende-se afanosamente do que é indefensável .O caso, mais um, "computador Magalhães", seria para mim um caso de polícia, como sempre disse, e penso que Vossa Excelência estará de acordo, não fosse o alto patrocínio do Primeiro Ministro do meu país em quem tenho de confiar, nesta parceria do nosso dinheiro com a empresa J.P. Sá Couto de Matosinhos que é a fossa das Marianas da excelência em matéria de trampa informática.
Engana-se Vossa Excelência ao tratar o Povo Português como uma horda de idiotas. É só isto que não perdoo a Vossa Excelência e lhe digo de caras. Lá porque o Partido Socialista se transformou numa corja de oportunistas e arrivistas, eu estou em crer que Vossa Excelência é completamente alheio ao facto. Pergunte Vossa Excelência a António Guterres, já que o José Luís Nunes não está entre nós.
Sabe, Senhor Primeiro Ministro, houve Homens neste País que deram a vida, a fortuna, sacrificaram a família, para que a Vossa Excelência seja permitido tratar-nos como bestas. Houve homens que sofreram a perseguição, a tortura e o exílio. Houve homens assim. É verdade. Não, Vossa Excelência não sabe. Cá para mim, até não sabe de nada. Compreendo no entanto, os aspectos críticos em matéria de defesa Nacional, da imagem do País. Falta-me é paciência e já não acredito em nada.
Senhor Primeiro Ministro, se é homem, se é Português, prove-o de uma forma irrefutável. Nessa tão portuguesa expressão que tem raiz na coragem e na seriedade, mostre que tem tomates, pare de nos envergonhar. Nem lhe pedimos que prove que é sério... o ónus da prova ... prove-nos só que é Português. Deve.
Demita-se.
E desapareça para o Nepal ou para a China. Vá ter lições de Karatê com o "sensei" seu primo, que só lhe fazem bem. Não conspurque a escola de Funakoshi Guishim, meu Mestre de Shotokan. É um favor que lhe peço. Se assim for, está perdoado. Desde que não volte. Primo, idem.
José M. Barbosa

sábado, 12 de setembro de 2009

Uma No Baixo Ventre. Toma Lá.

MFL: As suas marcas na educação não são o Inglês, a Educação Física nem todas as coisas que anda a dizer que fez. A sua marca na educação, aquilo porque ficará conhecido é o ataque despudorado que fez a todos os professores. E há aspectos que não se recuperam, nomeadamente a saída de milhares de professores experientes do ensino.
Reitor

Socialistas Amigos Do Povo

Fiquei agora a saber que a política de segurança social do ingº vai fazer com que aqueles que têm agora 50 anos vão ter uma reforma igual a metade do salário que auferirem aos 65 anos.

Reitor

A Primeira Bolada. Em Cheio Na Tromba

O erudito já citou Abel Salazar e um General e levou um bolada na tromba. Sem contar...
Qualquer coisa do género:
Sócrates: Você (MFL) fala da verdade ea candidatura do Jardim é falsa porque ele é candidato a deputado e não vai exercer.

Manuela F Leite: você não sabe o que diz. Se a candidatura de Jardim é falsa a sua e a minha também são, pois um de nós vai ser primeiro-ministro e não vai xercer a função de deputado.
Pum!
Engasgou, virou-se para a moderadora e - "não me aptece dizer mais nada sobre isto".

Reitor

Algo Me Diz Que Na Educação Acontece o Mesmo

(Expresso, 5/9/09. Clique na imagem para ampliar)

TRATAMENTOS MÉDICOS NO ESTADO MAIS CAROS QUE NO PRIVADO

Reitor

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Um Exelente Debate. Vitória de MFL

Um debate entre vendedores de feira. Excelente para sabermos em quem votar: P.S.D.
P.S. e B.E. não servem para governar.
Um é mentiroso; o outro um pregador.
Sobeja MFL

Reitor

Pois. No Porto Trabalha-se E Em Lisboa Baila-se

"Os administradores executivos do Metro do Porto ganham mais do dobro do que os seus homólogos do Metro de Lisboa: o presidente executivo do Metro do Porto, Ricardo Fonseca, tem um salário-base mensal de 10 723 euros, mais do dobro que os 4752 euros recebidos por Joaquim Reis, do Metro de Lisboa, e os vogais executivos ganham 9748 euros, contra 4204 euros no metropolitano da capital"

Há muitas sanguessugas agarradas às costas do Estado. Não têm cor, nem poiso, nem partido.
Sugam os recursos de todos nós e não há quem nos valha.
Reitor

"Antigamente isto funcionava de uma forma totalmente desairada"

"Ministério cria mais mil vagas para professores de Educação Especial "

"A nona marca do filho da puta é a avareza, Fabián Minguela é pobre mas poderia ser rico com o que tem poupado".

Reitor

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Obviamente Pacheco! Sócrates é Responsável

"Quando um homem poderoso emite ou diz alguma coisa ele não está meramente a dar uma opinião, está a dar uma ordem"

Apenas alguns papagaios serviçais e velhos cínicos, todos mamões dos recursos da Pátria, se atrevem a atirar-nos areia para os olhos.
Reitor

O "Evangelista"

Ferreira Leite lida bem com a realidade das pessoas comuns porque é uma pessoa comum sem ser vulgar. E autêntica, um pecado capital para os papagaios do regime que desconhecem o que é o princípio da igualdade à força de tanto quererem impor o deles.


Reitor

Na Mouche

"Erram todos os que aplaudem o saneamento da Manuela Moura Guedes com o fraco pretexto de um juízo de valor sobre a qualidade do jornalismo veiculado pelo Jornal Nacional de sexta-feira".

Ou erram ou lançam-nos areia para os olhos.

Reitor

domingo, 6 de setembro de 2009

Cheguei Agora Mesmo. A tempo de Ver o Louçã a Levar Uma Trepa

E Louçã levou para tabaco, precisamente, em dois temas fracturantes na esquerda "caviar": nas relações entre pessoas (família/casamento) e na saúde.
No que toca à base de estruturação da sociedade, ficámos a saber, via Louça, que não é a família, mas sim a liberdade a base da sociedade. Francamente, fazia do dr. Louçã uma pessoa mais, inteligente, digamos assim.
Na saúde, tema que é caro a qualquer pessoa, só faltou a MFL perguntar ao estatista Louçã se ele esperava 6 meses, ou um ano, para realizar uma cirurgia, por exemplo às cataratas? É que Louça não é dos que espera meses pelas cirurgias nos hospitais públicos nem é dos que aguardam nas filas dos Centros de Saúde.
O debate resume-se a isto:
Louçã uma autêntica torneira aberta por onde jorravam jargões estatistas e sinais sérios de uma aproximação a Marte, tão irreais e virtuais algumas das ideias que foi apresentando.
MFL: imperturbável perante os avanços do garnizé, sincera, plausível. De confiança.

Reitor

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Programas Educativos Para Marcianos

O Ramiro Marques, através do Profblog tem feito uma excelente trabalho na divulgação dos programas eleitorais dos partidos políticos.
Estive a ler a súmula do programa eleitoral do CDS para a Educação e gostei do que li. Um programa, a exemplo dom do P.S.D., simples, realista e certeiro no que às principais medidas a tomar concerne.
Aqueles que não têm por hábito "comentar os programas, em matéria de educação, com que os diferentes partidos se apresentam a eleições" deveriam lê-lo. E aprender.
E compará-lo com os programas eleitorais - que preferem - dos partidos de esquerda.
Vejam estas pérolas próprias de um mundo à parte, situado num planeta tipo Marte:

Os comunistas acham possível - e proclamam-no - pugnar pelo o "Reforço da gratuitidade do ensino desde o pré-escolar ao superior". A bem da verdade, se o país gasta milhões de euros no Rendimento Social de Inserção - com mandriões e criminosos - porque não se há-de pagar os estudos a todos os jovens, mesmo aos moinantes que coçam os fundilhos nos bancos das universidades ao longo de vários anos ?

Estes amigos do Beluga querem "...criar no mesmo espaço escolar actividades de valorização de competências das crianças e dos jovens, bem como actividades lúdicas que permitam à escola servir de apoio às famílias". Onde seja possível a prescrição médica da heroína e cocaína e a legalização do consumo das drogas leves (pp. 29 e 30). Junte-se a este manancial a educação sexual e teremos as escolas transformadas numa espécie de woodstock permanente.


Os socialistas. Bem, os socialistas querem, pura e simplesmente, "Valorizar o trabalho e a profissão docente". Desavergonhados.

Reitor